Saltar o menu
10 regras para manter o peso

10 regras para manter o peso

Mantenha a forma e evite o temido efeito ioiô

Na realidade, fazer dieta e adquirir hábitos alimentares saudáveis que impedem a formação dos inestéticos pneuzinhos é mais fácil do que parece.

Não necessita de matar-se no ginásio nem de comer cenouras a toda hora.

Tem apenas de fazer algum desporto e seguir regras alimentares saudáveis.

Se seguir os nossos conselhos a sua saúde melhorará e a sua linha também.

1. Pequeno-almoço com leite + fruta + hidratos + proteínas

É a refeição mais importante do dia. Não o tomar é um grande erro e apenas fará com que petisque demasiado e o seu metabolismo reserve gorduras. Deve ser muito completo: sumo natural ou fruta, lacticínios, hidratos de carbono como o pão ou cereais, e proteínas, como queijo ou fiambre de peru.

2. Coma de tudo mas com moderação

Coma quatro a cinco vezes por semana, ao almoço, carne magra (peru, coelho e frango). Ingira peixe azul três vezes por semana. Quanto à fruta, coma duas a três peças por dia, enquanto os legumes devem ser ingeridos uma a duas vezes por dia. Aposte nas leguminosas uma a duas vezes por semana, são ricas em fibra.

3. Mesmo que não esteja a fazer dieta, evite alguns alimentos

O excesso de comidas preparadas, snacks e bolos industriais é nefasto para a sua saúde. Não abuse dos refrigerantes nem de fast food, não coma fritos e panados. Opte por cozinhar os alimentos na grelha, no forno ou no wok.

Veja na página seguinte: A importância de comer sobremesas saudáveis, fazer lanches e hidratar o corpo

Enviar artigo por E-mail

A sua mensagem foi correctamente enviada

Ocorreram erros, verifique os campos a vermelho

Faltam 500 caracteres

Comentários


Artigos relacionados

publicidade
publicidade

Subscreva a nossa Newsletter

Subscreva a nossa newsletter

Vídeos

A importância Hidratos de Carbono

ver mais vídeos

Sopas sem batata

Duas receitas. Duas sopas. Com todo o sabor, mas com menos calorias e... sem batata

Peritos no VIH/SIDA expressam indignação face a leis homofóbicas

Prémio Nobel da Medicina lembra que estigmas continuam a ser uma barreira para cuidados efetivos

ver todos os artigos