Saltar o menu
Pacemaker

Como é a vida depois do pace­maker?

O doente pode retomar a sua atividade habitual cerca de uma a duas semanas após a implantação de um pacemaker.

Daí em diante, não tem prati­camente qualquer tipo de restrição pelo facto de ter um pacemaker implantado.

Eventuais limitações na qualidade de vida estão ligadas, sim, à presença de outras comorbilidades que, obviamente, o pacemaker não corrige, como sejam a hipertensão, a angina, a insuficiência cardíaca ou respiratória, entre outros problemas.

O pacemaker implica alguma limitação?

A maior parte dos receios associados à implantação de um pacemaker são apenas simples medos ou mitos sem qualquer fundamento.

O doente pode praticar exercício (deve apenas evitar modalidades desportivas que possam causar danos diretos sobre o local onde está implantado), pode utilizar sem qualquer problema qualquer eletrodoméstico ou equipamento elétrico convencional.

Pode ainda usar um telemóvel desde que o mantenha a mais de 10 cm de distância do pace­maker. Basta falar do lado contrário ao local onde está o pacemaker para o conseguir. E pode viajar para todo o lado sem quaisquer restrições.

Para ler o testemunho de uma mulher que vive com um pacemaker há vários anos, clique aqui.


Texto: Ana Mendonça da Fonseca

A responsabilidade editorial desta informação é da revista

Enviar artigo por E-mail

A sua mensagem foi correctamente enviada

Ocorreram erros, verifique os campos a vermelho

Faltam 500 caracteres

Comentários


Artigos relacionados

publicidade
publicidade

Subscreva a nossa Newsletter

Subscreva a nossa newsletter

Vídeos

A importância dos hidratos de carbono

ver mais vídeos

15 regras para uma alimentação saudável

Adote comportamentos alimentares que protegem o organismo

Há 30 concelhos em Portugal sem médicos dentistas resgistados

Em 10% do total de concelhos em Portugal não tem dentistas registados

ver todos os artigos

Doenças

Veja o índice alfabético